Tags

,

Image

Li um texto hoje a tarde que me fez pensar bastante, e senti que precisava escrever alguma coisa, expressar minha opinião sobre o assunto e botar pra fora o que eu guardo a tempos.

Como diz no tal texto, passamos boa parte da vida imaginando como vai ser o futuro, como vai ser nossa vida amorosa, nossa vida profissional. E quando menos se espera, a gente para de simplesmente imaginar, e começa a viver tudo isso.  E na maioria dos casos aí que entra a frustração.

Nos imaginamos tendo amores felizes e perfeitos, inabaláveis, e que esse príncipe vai estar pra sempre do nosso lado e vai ser nosso melhor amigo, nas horas boas e ruins. Mas infelizmente isso não passa de contos de fadas. Vivendo (e vendo) a vida do jeito que eu faço – ou do jeito que eu fui obrigada a fazer – esse pensamento, essa esperança boba, tende a se dissipar com tempo, e foi exatamente assim que aconteceu comigo.

Fantasiei, imaginei, me entreguei. E não recomendo isso pra ninguém. A vida é muito mais do que um menino com um sorriso bonito do teu lado dizendo coisas bonitinhas. A paixão, com alguns poucos meses vai embora, dando lugar aos defeitos e aos problemas da vida real. Aquele negócio de não ter dinheiro pra sair, não ter vontade de sair, não ter mais vontade de estar junto. Não sei como isso acontece na cabeça dos outros, mas na minha isso continua vivo. Amo igualmente no décimo ano de relação como se fosse no primeiro mês. E se não for assim, porque continuar junto? A felicidade está lá fora, a gente tem que ir atrás.

Como já disse o mestre Renato Russo, “mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira”. Porque se enganar se isso vai apenas gerar infelicidade?  Porque fingir ser uma coisa que não é? A vida me mostrou que não devemos estar com quem é mais fácil, mais conveniente, e sim, com quem a gente realmente gosta, mesmo que tu tenha que enfrentar o mundo. Liberte-se do que te atrasa e corre atrás.

E como um amigo me disse hoje: “a gente nunca sabe se a água está fria ou quente, antes de entrar nela” e é assim mesmo que a vida funciona. O negócio é arriscar. SE JOGA, VAI ATRÁS!

Link do texto aqui, do Blog Mais Magenta.

Escrevi esse texto ao som da música Red Light Sparkle, do Esteban. Ouça aqui. Recomendo muito.

Anúncios